`Minha fé continua inabalável´, diz professor cristão após sair de cativeiro na Nigéria

O professor de uma universidade cristã foi libertado após ter passado dois dias sob poder de terroristas na Nigéria, que lidera o mundo em sequestros de cristãos.

John Fatokun, professor de matemática computacional e análise numérica e vice-reitor da Universidade Anchor, em Lagos, foi libertado na última quarta-feira (20), depois que supostamente um grupo de terroristas Fulani o capturaram na última segunda-feira (18) enquanto ele viajava de Jos para o estado de Nasarawa.

“Apesar da experiência, minha fé permanece inabalável”, disse Fatokun a repórteres hoje, de acordo com o Legit, uma agência de notícias nigeriana. “Continuaremos a trabalhar, orar e criar homens e mulheres piedosos que estão destinados a mudar as narrativas e fazer da Nigéria um lugar melhor para as gerações vindouras”.

Fatokun não identificou seus captores, mas sabe-se que os terroristas Fulani estão ativos no estado de Nasarawa.

O registrador assistente e chefe de estratégia e comunicações da Universidade Anchor, Okesola Sanusi, teria dito que Fatokun foi libertado após uma corrente de oração ter se formado pela vida do professor.

A Universidade Anchor confirmou na última quarta-feira a libertação do professor, na página da instituição no Facebook.

“Para a glória de Deus, o vice-reitor da Universidade Anchor, Professor J.O. Fatokun, foi libertado”, afirma o post.

O professor universitário cristão foi sequestrado enquanto viajava de Jos, no estado de Plateau, para a cidade de Keffi no estado de Nasarawa, centro-norte da Nigéria. Ele teria sido capturado por volta das 21 horas. na aldeia de Kurmi Shinkafa do estado de Nasarawa, condado de Kokona, quando ele estava a caminho de Keffi para deixar um de seus filhos em uma escola secundária; ele havia planejado então retornar ao seu trabalho na universidade, em Lagos, no sudoeste da Nigéria.

A Universidade Anchor está afiliada ao Ministério Cristão ‘Deeper Life’, que tem o Rev. Dr. Williams Kumuyi como superintendente geral. Embora os detalhes da libertação de Fatokun não tenham sido divulgados, o porta-voz da Anchor, Sanusi, disse no início desta semana que os sequestradores estavam exigindo 20 milhões de nairas (US $ 52.177) como resgate da Igreja ‘Deeper Life’.

A Nigéria ficou em primeiro lugar no mundo em número de cristãos sequestrados no ano passado (novembro de 2019 a outubro de 2020) com 990, de acordo com a Portas Abertas. Na Lista Mundial de Perseguição 2021 da organização sobre os países onde é mais difícil ser cristão, a Nigéria entrou no top 10 pela primeira vez, saltando do 12º lugar para o 9º lugar no ano anterior.

A Nigéria também foi o país com o maior número de cristãos mortos por causa de sua fé, de acordo com a Lista Mundial de Vigilância de 2021, com 3.530, contra 1.350 em 2019. Quando se trata também de outros tipos de violência por intolerância religiosa contra os cristãos, a Nigéria ficou atrás apenas do Paquistão e da China em número de igrejas atacadas ou fechadas.

Fonte: Guiame / Com informações Morning Star News / Foto: Morning Star News

Rua Dr. Augusto Lopes Pontes, n°262
Costa Azul, Salvador – BA, 41760-035