Mulher perde pais e marido por seguir a Jesus no Norte da África

O Norte da África tem os valores e pincípios baseados na cultura islâmica, por conta disso, não é nada fácil a vida de quem escolhe se converter ao cristianismo na região. A Portas Abertas compartilhou a história de uma jovem que conheceu o amor de Jesus ainda na adolescência, e resolveu seguir seus passos, mas teve que lidar com o desprezo e exclusão dos que a rodeavam.

Sarah* nasceu em uma família muita religiosa, e é filha de um imã (pregador na mesquita). Ela conta que desde nova, aprendeu a temer a Deus, mas não foi ensinada sobre seu amor, tão pouco desejava estar perto desse Deus, que conforme ouvia, “iria torturá-la e puní-la no inferno, por ser uma criança teimosa”.

A jovem, que hoje está com 27 anos, ganhou uma Bíblia quando tinha 16 anos, em uma igreja que foi visitar. E após dois anos, teve seu real encontro com Cristo. Nesta época ela conheceu cristãos no facebook, e passou a ler a Palavra de Deus escondida embaixo da cama.

Sua conversão foi descorberta pelo pai, durante um Ramadã, quando ele encontrou sua Bíblia e ela contou que havia se tornado cristã. Além de ser agredida e difamada na comunidade, Sarah foi expulsa de casa, mas recebeu acolhimento dos irmãos na fé.

Ela conta que apesar de não se arrepender de sua conversão, sentia muita falta da família, e resolveu fazer o que fosse preciso para se reconciliar com todos. Foi então que se casou com um muçulmano tolerante ao Evangelho, mas após o casamento viu as coisas mudarem. “Ele de repente se voltou contra mim, se transformou em outra pessoa. Eu experimentei agressão física, desrespeito, desconfiança. Eu senti que cometi um erro grave”, desabafa a cristã.

Assim como Sarah, muitas outras mulheres no Norte da África enfrentam o abandono, e são apoiadas pela igreja. Com o projeto Restauração, apoiado pela Portas Abertas, centenas de mulheres que foram rejeitadas por sua família, comunidade, e até autoridades, após terem um encontro com Jesus, descobrem uma nova identidade de filha amada de Deus.

Sarah participou do projeto, e atualmente trabalha para ensinar e encorajar outras seguidoras de Jesus que enfrentam perseguição. 

*Nome alterado para segurança

Com infromações Portas Abertas – Foto: Reprodução/ Portas Abertas

Rua Dr. Augusto Lopes Pontes, n°262
Costa Azul, Salvador – BA, 41760-035