Questões de gênero também influenciam na perseguição

Nos últimos dias, a Portas Abertas tem relatado sobre a perseguição enfrentada pelas crianças cristãs e quais as regiões mais hostis para os jovens. 

A maior ameaça que afeta os meninos é o recrutamento forçado para milícias ou gangues criminosas. Em 2019, mais de 7.740 crianças foram recrutadas e usadas como soldados nos grupos criminosos. As gangues da América Latina visam meninos adolescentes cristãos, que são vistos como mais fáceis de influenciar. Na África, eles são recrutados à força em países afetados pelos conflitos.

O recrutamento forçado de meninos cristãos os prejudica de duas maneiras: eles são isolados das famílias e ao mesmo tempo aumentam o número de membros de grupos extremistas. Os meninos são mais propensos a perder a vida do que as meninas e isso está parcialmente ligado aos perigos de recrutamento.

Na África, os meninos são recrutados para fazerem parte dos grupos crimonosos

As meninas cristãs correm um risco do casamento forçado e isso aumenta quando elas atingem a idade fértil aos olhos da cultura. Mais de 20% das meninas são casadas quando crianças em quase metade dos países que compõem a Lista Mundial da Perseguição 2021.

As mulheres e meninas cristãs enfrentam perseguição, principalmente, por meio de casamento forçado e violência sexual

Da Redação do CPAD News / Com informações Portas Abertas (13.10.21)

Rua Dr. Augusto Lopes Pontes, n°262
Costa Azul, Salvador – BA, 41760-035