Tecnologia de pagamentos com chip implantado na mão se dissemina na Europa

Walletmor, uma star-up de tecnologia de pagamento britânico-polonesa, colocou à venda neste ano, em toda a Europa, seu chip de implante na mão para pagamentos e transferências, anunciado ano passado. O implante é feito em 15 minutos e o chip custa 199 euros.

A novidade tecnológica é considerada polêmica para muitos cristãos, por duas razões: os defensores de um governo mundial são grandes incentivadores da medida, como é o caso de Klaus Schwab, presidente e fundador do Fórum Econômico Mundial; e alguns cristãos acreditam que essa nova tecnologia pode estar associada à profecia de Apocalipse 13.16,17.

O chip tem a finalidade de dispensar o uso de cartões bancários e smartphones nos pagamentos, e tem validade de 8 anos. De acordo com Wojciech Paprota, criador da Walletmor, o procedimento é simples, indolor, e o cliente recebe uma lista de locais certificados em toda a UE e Reino Unido. “Até agora, ninguém produziu um implante de pagamento seguro e aceito em todo o mundo. Nosso implante foi verificado várias vezes e certificado de acordo com os padrões de biocompatibilidade ISO 10993-5:2009E e 10993-12:2021E”, afirma Paprota .

O pequeno dispositivo de pagamento, mede o tamanho de um alfinete de segurança e possui cerca de meio milímetro de espessura. Ele é constituído por um circuito integrado e uma bainha metálica, que tem a função de uma antena, encerrado num bio-alojamento hermético.

Segundo a Walletmor, cerca de 400 pessoas na Grã-Bretanha, Alemanha, Polônia e países escandinavos já estão realizando pagamentos com o implante todos os dias. A empresa afirma que, atualmente, existem 52 instaladores profissionais de implantes Walletmor recomendados em 25 países da UE, além de poder ser instalado em hospitais tradicionais, clínicas e laboratórios de medicina estética.

Redação CPAD News/ Com informações The Fintech Times – Foto: Divulgação/Walletmor

Rua Dr. Augusto Lopes Pontes, n°262
Costa Azul, Salvador – BA, 41760-035